quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ministério Público vai investigar Holiday por patrulha em escolas

Ministério Público de São Paulo acatou denúncia do deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) e determinou abertura de inquérito civil para investigar a legalidade das visitas do vereador paulistano Fernando Holiday (DEM) a escolas municipais da capital paulista; no ofício em que determina a abertura de investigação, o MP-SP cita denúncias de que o vereador teria intimidado professores nesses encontros e afirma que "a avaliação de conteúdos ministrados em sala de aula não se encontra entre as competências de fiscalização do legislativo"

SP 247 - O Ministério Público de São Paulo acatou denúncia do deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) e determinou abertura de inquérito civil para investigar a legalidade das visitas do vereador paulistano Fernando Holiday (DEM) a escolas municipais da capital paulista.

No ofício em que determina a abertura de investigação, o MP-SP cita denúncias de que o vereador teria intimidado professores nesses encontros e afirma que "a avaliação de conteúdos ministrados em sala de aula não se encontra entre as competências de fiscalização do legislativo".

O parlamentar publicou um vídeo no começo deste mês em que dizia ter ido aos colégios para analisar se havia "doutrinação" no conteúdo ensinado.

Esta é a segunda investigação aberta pelo Ministério Público de São Paulo contra o vereador neste ano – a pedido do órgão, a Polícia Federal apura uma denúncia de que ele teria usado caixa dois em sua campanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário