quinta-feira, 30 de março de 2017

Lula é o político mais popular e aprovado do Brasil, diz Ipsos

Dos 20 políticos apresentados pela pesquisa Ipsos, divulgada nesta quinta-feira, o ex-presidente petista lidera com folga e tem 38% de aprovação.
Lula lidera, mais uma vez, pesquisas de intenção de voto para 2018.
Pesquisa nacional Ipsos, divulgada nesta quinta-feira (30) pelo jornal “O Estado de S. Paulo“, traz o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com maior índice de aprovação entre os entrevistados. Dos 20 políticos citados na pesquisa, Lula conta com 38% da aprovação.

Em apenas um mês, o ex-presidente cresceu 7% nas pesquisas. Já o presidente Michel Temer alcançou 78% de desaprovação. Para 90% dos entrevistados, o Brasil está no “caminho errado”. Temer só perde para os correligionários Renan Calheiros (PMDB), com 83% de desaprovação e Eduardo Cunha, com 87%.

A liderança de Lula em mais uma pesquisa mostra que as tentativas de minar a reputação e a história do ex-presidente são inócuas. Mais uma vez, ele lidera a intenção de votos comprovando sua popularidade. Já os protagonistas do impeachment de Dilma Rousseff seguem com índices elevados de reprovação.

Dos políticos mais citados nas delações premiadas da Lava Jato, o tucano Aécio Neves teve 72% de reprovação na pesquisa. Para outros membros do tucanato, os números também não foram favoráveis: Geraldo Alckmin e FHC empataram com 67% de desaprovação.

Ex-presidente é o preferido dos brasileiros.

Líder em todos os cenários

Segundo a 133ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 8 a 11 de fevereiro de 2017 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), o ex-presidente Lula lidera em todos os cenários para a eleição presidencial de 2018.

No primeiro turno, Lula lidera nos três cenários pesquisados. No segundo turno, Lula bate o adversário em todos os cenários. Vence Aécio por 39,7% a 27,5%, Marina Silva por 38,9% a 27,4% e Temer por 42,9% a 19%.

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do jornal “O Estado de S. Paulo.“

Nenhum comentário:

Postar um comentário