segunda-feira, 16 de maio de 2016

Solidário a Dilma Rousseff, Pinguelli renuncia a cargo no Fórum de Mudanças Climáticas

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil
O afastamento da presidenta Dilma Rousseff, que considerou “injusto”, levou o professor emérito do Instituto Luiz Alberto Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ), Luiz Pinguelli Rosa, a renunciar ao cargo de secretário-executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, que exercia desde setembro de 2004. O cargo não envolvia remuneração.
A decisão foi comunicada ao então vice-presidente da República, Michel Temer, em carta, no dia 12 deste mês, quando o Senado votou pela admissibilidade do processo de impedimento. A informação foi dada hoje (16), no Rio de Janeiro, pela assessoria de imprensa da Coppe.
Pinguelli foi indicado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e mantido posteriormente no cargo pela presidenta Dilma Rousseff. O Fórum foi criado por decreto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em 28 de agosto de 2000.
“Trago ao seu conhecimento que me recuso a continuar e deixo nesta data o encargo de secretário-executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas. Reputo de injusto o afastamento da presidenta da República pelo Congresso Nacional, com a conivência do Supremo Tribunal Federal, pois não se provou qualquer crime de responsabilidade como estabelece a Constituição”, informa Pinguelli.
Na carta endereçada a Temer, Pinguelli destaca que várias sugestões do fórum foram incorporadas no Plano Nacional de Mudanças Climáticas e na Lei Nacional sobre Mudanças Climáticas. O fórum deu contribuições também importantes para o Compromisso do Brasil na Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), lembrou o professor da Coppe, membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC). Ultimamente, o fórum discutia propostas para o Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima (PNA) com a então ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. (Alana Gandra)
Edição: Jorge Wamburg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário