domingo, 15 de maio de 2016

Dilma Rousseff monta contraofensiva no Alvorada

Antes de se afastar da presidência para dar lugar ao vice, Michel Temer, assumir interinamente o Planalto, a presidente Dilma organizou o arquivo detalhado com números e estatísticas de seus programas, para não correr o risco de serem perdidos ou, sem querer, deletados; informações também serão utilizadas para formular um discurso coeso de contraofensiva ao golpe de impeachment; os arquivos contêm dados dos 14 anos da gestão Lula e Dilma de programas considerados vitrines para esses governos como Minha Casa, Minha Vida, Pronatec e Bolsa Família

Jornal GGN - Antes de se afastar da presidência para dar lugar ao vice, Michel Temer, assumir interinamente o Planalto, a presidente Dilma organizou o arquivo detalhado com números e estatísticas de seus programas, para não correr o risco de serem perdidos ou, sem querer, deletados. As informações também serão utilizadas para formular um discurso coeso de contraofensiva ao golpe de impeachment.

Segundo a Folha de São Paulo, os arquivos contêm dados dos 14 anos da gestão Lula e Dilma de programas considerados vitrines para esses governos como Minha Casa, Minha Vida, Pronatec e Bolsa Família.

O ponto dado sem nó foi feito para enfrentar qualquer retrocesso às políticas sociais que possam ocorrer durante a administração Temer. Todas essas informações serão compartilhadas com dirigentes importantes dos partidos e movimentos contrários ao impeachment.

Além de assegurar o arquivamento de dados caros aos governos petistas, Dilma montou uma equipe que cuidará do compartilhamento de conteúdo das redes sociais.

A estratégia de contraofensiva de presidente também prevê entrevistas para a imprensa internacional e viagens por todo o país para criticar o golpe do impeachment.


Nenhum comentário:

Postar um comentário