segunda-feira, 16 de maio de 2016

Dilma Rousseff condena ataque racista contra jovem haitiano no Brasil

Presto minha solidariedade ao estudante haitiano Getho Mondesir, covardemente agredido em Foz do Iguaçu na noite de sábado.

Chamado de macaco, foi acusado de estar no País por causa dos governos petistas. De acordo com seus agressores, agora ele teria que ir embora. Getho cursa Administração na Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana), criada pelo ex-presidente Lula em 2010.

O estudante é mais uma vítima do racismo, da xenofobia e da intolerância política, que devemos combater diuturnamente. Não podemos permitir que o Brasil se torne um País de ódio e intolerância. Espero que o caso seja investigado e os culpados punidos.

*Com informações de  Dilma Rousseff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário