sábado, 2 de abril de 2016

Movimento Endireita Brasil oferece dinheiro por ataque filmado ao ex-ministro Ciro Gomes

Postagem informava que o ele estava tomando vinho em um restaurante da Zona Sul da capital paulista e pedia para alguém que estivesse por perto o “hostilizasse”. “Mas ele é esquentadinho. Filmem! O MEB paga 1000 reais no vídeo!”, anunciava

Da Redação / Revista Fórum

O Movimento Endireita Brasil ofereceu R$ 1 mil, na noite desta sexta-feira (01/04), para quem hostilizasse o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT). Segundo informações que o grupo publicou nas redes sociais, ele estaria naquele momento tomando um vinho “de algumas centenas de reais” em um restaurante do Itaim Bibi, na Zona Sul da capital paulista.

Na postagem, eles destacam a fama de “esquentadinho” do ex-ministro, que tem sido um dos homens públicos mais ativos contra a tentativa de impeachment sem fundamento legal contra a presidenta Dilma Rousseff (PT), e pedia para que o agressor filmasse a confusão que armaria para receber o dinheiro.

A atitude foi criticada inclusive por seguidores do perfil, que contestavam a prática e a ética do movimento de pagar para ter vídeos de pessoas agredindo adversários. Em uma das respostas, um dos administradores da página disse que não via nada de mal na atitude e diz que pagaria também para alguém hostilizar o ex-presidente Lula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário